O consumo de fibras solúveis ajuda a regular o intestino e favorece o emagrecimento, pois essas fibras funcionam como alimento para as bactérias boas do intestino. Essas bactérias são responsáveis por controlar a inflamação, melhorar a imunidade e reduzir a absorção de toxinas e componentes alergênicos. Dessa forma, o metabolismo funciona melhor, e fica mais fácil perder gordura corporal.

Uma excelente fonte de fibras solúveis é o psyllium, uma planta originária da Índia que é rica em mucilagem (um tipo de fibra solúvel). Indivíduos com desequilíbrios intestinais podem se beneficiar muito com o consumo de psyllium, que é eficiente em melhorar quadros de constipação, diverticulite, síndrome do intestino irritável, diarreia e colite ulcerativa, além de reduzir o risco de câncer de intestino.

O consumo de psyllium também tem se mostrado eficiente em controlar a glicemia e melhorar a sensibilidade à insulina, pois a mucilagem forma um gel que retarda a absorção de carboidratos pelo organismo. Como consequência, há redução também nos níveis de triglicerídeos no sangue.

Devido à sua característica de viscosidade, o psyllium pode ainda ser usado para melhorar a consistência de preparações sem glúten, pois dá mais elasticidade e evita que massas fiquem quebradiças, o que é muito comum em preparações sem glúten, como pães e bolos.

O psyllium é encontrado em forma de pó ou cápsulas e pode ser usado para enriquecer a alimentação. Ele não tem sabor e pode ser adicionado em preparações ou diretamente na comida. Pode ainda ser acrescentado a sucos e shakes. Mas seu consumo, por si só, não será efetivo se não for associado a uma alimentação equilibrada. Procure um nutricionista para te orientar e saber se o consumo de psyllium é indicado para você!