Deficiências Nutricionais e Saúde da Tireoide

Deficiências Nutricionais e Saúde da Tireoide

Uma dieta monótona e pobre em nutrientes pode trazer muitas consequências negativas para a saúde, dentre elas o comprometimento da tireoide.
A tireoide tem a função principal de produzir hormônios que regulam nosso metabolismo. O hipotireoidismo é a alteração mais comum associada a esse órgão, levando a desequilíbrios metabólicos, ganho de peso, falta de energia, fadiga crônica, entre outros sintomas.
Deficiências nutricionais podem estar por trás do surgimento de hipotireoidismo. Os nutrientes mais relevantes para o bom funcionamento da tireoide são:
* Iodo: encontrado no sal (iodado), frutos do mar, e em menor quantidade na castanha do Pará, laticínios e vegetais. Tanto a deficiência como o excesso de iodo podem causar hipotireoidismo;
* Selênio: principal fonte é a castanha do Pará, mas é encontrado também em peixes (principalmente sardinha), frutos do mar, castanhas em geral e feijão preto;
* Zinco: presente principalmente em carnes, peixes, castanhas e sementes;
* Vitamina D: poucas fontes alimentares. Sua adequação depende de exposição ao sol, para adequada produção;
* Ferro: carne, feijão, vegetais verde-escuros, gergelim, cereais integrais e tofu são boas fontes;
* Vitamina A: presente nos vegetais laranjas e verde-escuros (na forma de carotenóides), nos laticínios integrais e gema de ovo.

Além destes, outros nutrientes também são relevantes para manter um ótimo funcionamento da tireoide, como vitaminas C, E e K, complexo B, e ômega 3. Por isso, a melhor forma de manter a tireoide saudável é ter uma dieta variada, com muitos vegetais, sementes, castanhas, frutas, fontes proteicas (carnes, peixes, ovos, laticínios, leguminosas). E claro, seguir orientação de um nutricionista é fundamental!

Deixe uma resposta

Fechar Menu