A gema é uma excelente fonte de colina, um nutriente diretamente envolvido na sinalização neuronal. Por isso, desempenha papel essencial na contração muscular, melhorando sua eficiência. Além disso, participa de reações metabólicas importantes para o anabolismo. A colina também é importante para a cognição e o funcionamento do sistema nervoso de uma forma geral, pois é necessária para a produção do neurotransmissor acetilcolina.
Possui também mais proteína quando comparada à mesma quantidade de clara. Também encontramos na gema vitaminas A, D, E e do complexo B, além de selênio e fósforo. E mais: ao contrário do que se pensa, a gema do ovo possui mais gorduras monoinsaturadas que saturadas. E mesmo a gordura saturada é importante para o organismo e deve fazer parte de uma alimentação equilibrada. Dependendo também da origem do ovo e da alimentação da galinha, a gema pode ser uma boa fonte de ômega 3, uma gordura essencial que atua na prevenção de diversas doenças crônicas.
Os fosfolipídios presentes na gema do ovo também são importantes para o bom funcionamento do metabolismo como um todo, pois são constituintes importantes das membranas celulares. Por isso, melhoram a comunicação e o transporte de nutrientes entre células.
Com relação ao colesterol, sabe-se que o consumo de colesterol dos alimentos não tem influência significativa no perfil lipídico, pois o fígado possui mecanismos de regulação para reduzir a produção de colesterol quando o mesmo é ingerido através da alimentação.
Portanto, o ovo deve ser consumido com gema sim! Não desperdice a parte mais importante do ovo, sua saúde agradece!