Stress engorda sim, e muito!
O aumento do cortisol gerado pelo excesso de stress, por si só, já é um estímulo importante para aumento do acúmulo de gordura abdominal, pois o excesso de cortisol leva a aumento de resistência aos hormônios insulina e leptina, ambos influenciando na patogênese da obesidade. Fora isso, o stress aumenta inflamação sistêmica, que é outro fator importantíssimo associado à obesidade (sabemos que a obesidade é uma doença essencialmente inflamatória)
E mais, o próprio aumento de ansiedade gerado por situações estressantes costuma desencadear compulsão alimentar e aquela necessidade de “descontar tudo na comida”. O que fazer, então, já que é praticamente impossível evitar totalmente o stress?

Algumas atitudes podem minimizar esses efeitos negativos: 

  • dormir bem; 
  • reduzir o consumo de açúcar, farinhas refinadas e alimentos processados, que aumentam ainda mais a inflamação; 
  • aumentar o consumo de alimentos com componentes antioxidantes e anti-inflamatórios, como frutas, hortaliças, ervas, sementes, oleaginosas e chás;
  • praticar atividade física regularmente;
  • procurar atividades que te deem prazer, para desviar o foco no alimento como forma de recompensa.